top of page

Relação Corpo e Mente


Você provavelmente já ouviu falar sobre sintomas ou doenças que se desenvolvem a partir de situações de estresse ou questões emocionais, não é? Isso acontece porque há uma relação próxima entre corpo e mente, o que mostra a importância de voltarmos o olhar para nós mesmos como um todo, buscando por uma manutenção do equilíbrio que nos trará mais saúde e bem-estar.


A maneira como nos relacionamos e o jeito como percebemos algumas situações (seja com ansiedade, medo ou tranquilidade), interfere diretamente no nosso organismo de forma integrada.


Então se a nossa relação com o mundo acontece de uma forma onde estamos sempre buscando por controle, de um jeito inseguro e ansioso, é possível que frequentemente hajam respostas orgânicas preparando nosso corpo para a resolução de problemas ou em um modo de defesa, o que acaba sustentando o mal-estar físico e emocional devido a quantidade de estresse.


Por exemplo, se uma pessoa tem constantemente sensações de medo, raiva ou ansiedade, a tendência é que seu organismo trabalhe para se ajustar e se proteger, estimulando a fazer o que for necessário para impedir ou amenizar as consequências das ameaças. Muitas vezes a ameaça não é real, mas a percepção sim, o que faz com que sejam liberados hormônios que deixam o corpo mais vulnerável às reações de doenças.


Mas então, como poderíamos ter a certeza de que existe alguma cura ou um jeito “certo” de estar no mundo que impeça esses acontecimentos?


Acredito que o processo terapêutico e as condições que são oferecidas nesse espaço, podem facilitar que as pessoas tenham uma vivência menos conflituosa, com mais autoconhecimento, com maior respeito por si mesmas e pelos outros, na direção de sua autenticidade, com auto responsabilidade e confiança no potencial de buscar o melhor para si, e que isso dificulta o aparecimento ou agravamento das condições patológicas físicas.


A manutenção do equilíbrio emocional e a busca por uma melhor forma de estar é algo inerente a todos os seres. A gente atualiza nosso jeito de ser, de pensar, de sentir e de agir a cada experiência que vivemos.


Buscar viver uma vida plena, pode ser visto como um referencial, mas não como um objetivo a ser atingido. Apesar das incertezas, quanto mais uma pessoa tiver acesso ao seu repertório interno, mais próxima ela estará de um funcionamento saudável, e esse funcionamento poderá facilitar recursos à pessoa para estar mais inteira consigo mesma, em suas relações e no meio em que vive.


Frase de Guimarães Rosa

Texto escrito com base no livro "Abordagem Centrada na Pessoa e Algumas de suas Possibilidades".

Comments


bottom of page